quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Não parece estranho?



Em 1093 a Holanda legalizou e permitiu a comercialização e o consumo de drogas em determinados estabelecimentos chamados coffee shops. Em 1994 a Inglaterra discriminou o transporte de pequenas quantidades para uso pessoal. Hoje, em quase toda a Europa, é possível consumir e portar pequenas quantidades de drogas sem risco de detenção. Isto se chama descriminalização do consumo de drogas, Ou seja, dês-criminalizou-se o consumo de drogas. Deixou de ser crime.


No território Frances é proibido pregar o Evangelho em locais públicos. Em 2003 o Parlamento Frances aprovou a proibição de símbolos religiosos nas escolas. Ficou vetado a qualquer estudante portar ou ostentar qualquer objeto que remonte a alguma profissão de fé a fim de proteger a Laicacidade do Estado. A pena para alunos que insistam em utilizá-los é a expulsão.

Nas escolas italianas proíbe-se que crucifixos sejam pendurados nas paredes (país de absoluta maioria católica romana e símbolo da fé desta maioria). A pena para a desobediência é substituição da direção da escola. Ou seja, criminalizou-se a fé. Passou a ser crime.


Escolha pós-moderna: criminalizar a fé, descriminalizar drogas.


Não parece estranho?


Em tempo, esta postagem é sobre escolhas, não sobre legalização, porte ou consumo de drogas.

Um comentário:

  1. Parabéns pelo texto! Compartilhei em minha página do Face.

    ResponderExcluir